(19) 3252-7736 ou (19) 99227-1328 [email protected]

Sem dúvidas você já deve ter escutado a ideia de que funcionários são como engrenagens em uma empresa: se insatisfeitos, é só trocá-los por outros na organização.

Porém, atualmente, a realidade é diferente, e esse preceito foi por água abaixo: e é aqui que inicia o conceito de gestão de pessoas.

Quer entender como executar uma boa gestão de pessoas? Continue a leitura.

Gestão de pessoas: o que é e qual sua importância

A gestão de pessoas é considerada o “coração” de uma empresa. Se ela está bem, toda a empresa está.

Vamos observar um exemplo. Atualmente, um funcionário desmotivado já não é mais demitido – mas sim, convidado a conversar sobre suas expectativas em relação a empresa, aos seus receios e medos. Isso porque os funcionários passam a ser vistos como peças essenciais para o êxito da empresa.

Se esse funcionário fosse demitido, a empresa não saberia em quais pontos deve evoluir para manter o resto dos funcionários motivados, inspirados e contestes.

É neste sentido que a gestão de pessoas e rh se torna cada dia mais forte dentro de empresas de quaisquer porte.

Seu propósito? Estimular o desempenho dos colaboradores da empresa, o que causa um enorme diferencial em relação a concorrência.

Como realizar uma boa gestão de pessoas?

Parece complicado, não é mesmo? Mas não é. Pensando nisso, preparamos esse artigo que evidenciam  a importância da gestão de pessoas.

1. Motivação

O primeiro fundamento da gestão de pessoas é a motivação – sendo este como um incentivo para os demais fundamentos que veremos no decorrer desse artigo.

O motivo é simples: toda organização necessita do empenho individual de cada um de seus colaboradores para evoluir. E para que tenha comprometimento, os funcionários precisam estar motivados.

Um funcionário totalmente desmotivado de realizar seu papel possui sua produtividade parcialmente ou completamente prejudicada, o que faz com que ele queira sair da empresa na primeira oportunidade que surgir.

E é claro, que esse não é o perfil de funcionários procurados pelas empresas nos dias de hoje – muito pelo contrário. Existem uma eterna procura pela ‘auto motivação’ em processos seletivos.

Para garantir a motivação dos seus funcionários fundamentando-se na gestão de pessoas nossas sugestões são:

  • Prepare metas da empresa de cada departamento e metas individuais – afinal, quando a pessoa entende que os propósitos da empresa são os mesmo que o dela, isso a motiva progredir.
  • Desempenhe processos seletivos transparentes, baseado naquilo que você procura para a sua empresa. Desse modo, achar funcionários alinhados com seus valores e sua missão será muito mais simples.
  • Disponibilize feedbacks periódicos e individualizados – afinal, as pessoas são diferentes umas das outras e merecem tratamentos distintos. O tempo de análise é você quem define: semanalmente, mensalmente ou de três em três meses são os mais indicados. O feedback lhe auxilia a motivar funcionários desanimados por algum motivo, a corrigir falhas e, é claro, a dar gestão de forma humanizada.
  • Basicamente, esse ponto consiste em ter um dialogo sincero com cada um dos funcionários. É simples, não é mesmo?

meridian coworking campinas

2. Processo de comunicação

E para que a motivação seja verdadeira, evitar falhas de comunicação entre o funcionário e a empresa é um ponto muito importante.

A boa comunicação deve acontecer em todos os sentidos – entre funcionários, gestores, entre os distintos departamentos e por aí vai. Essa interação é o que evita mal-entendidos.

Para um excelente processo de comunicação na empresa nossas sugestões são:

  • Utilização de softwares/programas de comunicação interna – assim tornando mais simples a troca de informações entre funcionários e departamentos;
  • Agilidade em respostas – que tal inserir a regra de que não é permitido passar de uma hora sem responder e-mails ou chats entre gestores/funcionários. Desse modo o processo de comunicação fica mais fácil.

 

3. Trabalho em equipe

Os objetivos da empresa nunca devem ser individualizados – mas devem beneficiar o trabalho em equipe. Portanto, somente quando os funcionários notam o quanto suas funções são relevantes para o “bem do todo” que a empresa passa a operar de forma saudável.

Se cada departamento, setor ou equipe tiver propósitos individualizados, isso gerará competição interna dentro da empresa – e os intuitos do todo serão totalmente esquecidos.

Portanto, o trabalho em equipe e a integração são pontos essenciais para a evolução da gestão de pessoas. E para aprimorar o trabalho em equipe nossas sugestões são:

  • Utilização de software de gestão empresarial. Esse tipo de gerenciador faz com que funcionários fazendo atividades distintas se sintam parte do todo. Isso pois, em um software como esse, cada um possui suas funções – mas sabem que, caso não a façam, o resultado será prejudicial para todos.
  • Criação de grupos de trabalho. Tais grupos devem ser criados para projetos específicos. O principal intuito é não permitir que uma tarefa fique na mão de uma pessoa só – mas sim, de várias. Unidas, elas terão ideias, avaliarão resultados e implementarão melhorias: tudo juntas.

E nesse quesito, ter as pessoas trabalhando em grupos no mesmo local é uma vantagem, pois aproxima as pessoas, incentiva a conexão e os resultados são muito melhores.

Para empresas descentralizadas, onde todos trabalham em home office, o que é muito comum hoje em dia, ter um local onde reunir a equipe é importante.

É aqui que entram os chamados espaços de coworking. São espaços que oferecem uma completa infra estrutura, com salas preparadas para atender às necessidades das empresas, num ambiente corporativo, profissional e com toda a demanda de comunicação virtual.

Isso permite que a empresa e seus funcionários se preocupem apenas com o negócio, deixando para o coworking todo o resto.

Você sabia que para treinamentos/encontros da sua equipe você pode alugar salas de reunião por hora em um Coworking?

 

4. Competência e conhecimento

Durante esse artigo, falamos sobre um sistema que sem dúvidas só funcionará com plenitude caso os colaboradores tenham competência e é claro, conhecimento para a execução de suas funções.

Portanto, é essencial a criação de um ambiente em que todos possam evoluir gradativamente – o que só pode ser realizado através de uma equipe completa de ótimos profissionais.

Para formar uma equipe forte e duradoura, realmente, não é fácil. Esse é um processo que se começa na entrevista – hora em que a pessoa e a empresa encontrarão seus pontos em comum e é alimentado no decorrer do seu tempo de experiência.

Nesse ponto, vale lembrar a relevância do feedback – já que esse retorno é o que fará com que cada ato do membro da equipe seja comentada – e dos pontos forte e qualidade de cada um, induzirá o funcionário a ser cada vez melhor.

Para aprimorar a gestão de pessoas no sentido de competências e conhecimentos nossas sugestões são:

  • Realize avaliações de desempenho baseado nos conhecimentos de cada um. Para tal, é relevante determinar pesos para as competências mais e menos importantes.
  • Ademais, esta avaliação deve ser feita de forma periódica.
  • Se lembre de dar a adequada importância aos processos seletivos. Quando a sua equipe vai aumentando e alguns vão saindo, é papel dos gestores contratar novos funcionários que sejam tão bons ou até melhores do que aqueles que saíram.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário.

Até a próxima.